Novo coronavírus: a gripe que se tornou uma ameaça global

Novo coronavírus: a gripe que se tornou uma ameaça global

Sim, o avanço do novo coronavírus é o assunto mais comentado em
todos meios de comunicação do mundo!
Se você ainda não entendeu a origem desse problema e o que ele
pode acarretar na saúde de diferentes perfis de pessoas, este texto
vai te ajudar compreender melhor. Lembre-se, a informação é a
melhor arma nesta luta!

O coronavírus é uma família de vírus que causa infecções
respiratórias. O novo agente do coronavírus (SARS-CoV-2) foi
descoberto em dezembro de 2019, após caso registrado em uma
província na China. Ele provoca a doença chamada covid-19.
A disseminação desse vírus ocorre de uma forma muita rápida, pois é
transmitido assim como uma simples gripe, através do contato com
pessoas ou objetos contaminados.


Quais são os sintomas da covid-19?

Os sintomas são similares a de um resfriado, mas ela também pode
causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.
Porém, ainda ocorrem estudos sobre a doença.

Os principais sintomas conhecidos até o momento são:

  • Febre
  • Tosse
  • Dificuldade de respira
  • Lembrando que, geralmente, os sintomas se apresentam em
    conjunto.


Como a covid-19 é transmitida?

Sabe aquele aperto de mão casual? Pois é, ele ajuda na transmissão desse vírus, caso uma das partes esteja contaminada. Além de ser transmitido por:

  • Gotículas de saliva
  • Espirro
  • Catarro
  • Contato com superfícies ou objetos contaminados, seguido de
    contato com a boca, nariz ou olhos

Vale ressaltar que esse vírus, como a maioria, tem um tempo de incubação até que apresente os primeiros sintomas. O período da covid-19 é de 2 a 14 dias, conforme os estudos mostram até o momento.

Como é o tratamento?

Ainda não há um tratamento específico. Por ser uma novidade global, o vírus está em estudo. Segundo as recomendações do Ministério da Saúde, é indicado repouso e o consumo de muita água, além de
algumas medidas para aliviar os sintomas, como por exemplo:

  • Uso de medicamento para dor e febre receitados pelo médico
    (antitérmicos e analgésicos)
  • Uso de umidificador no quarto ou banhos quentes para auxiliar no
    alívio de dor de garganta e tosse

Geralmente os sintomas são leves. Segundo uma análise da Organização Mundial da Saúde (OMS), baseada em estudos recentes, 80% são casos leves, 14% são severos e 6% doenças sérias.

Quais os quadros de risco da doença?

Segundo levantamento, pessoas idosas ou com comorbidades estão no grupo de risco, entre elas, os hipertensos, fumantes, diabéticos, asmáticos e pessoas que possuem doenças no coração, pois ela atinge diretamente o sistema respiratório. Como falamos acima, a doença teve seu primeiro caso na China e disseminou para o resto do mundo, uma pandemia global.

Mas afinal, o que é pandemia?

É um termo utilizado para descrever situações em que uma doença infecciosa ameaça muitas pessoas de uma forma simultânea no mundo inteiro. Como por exemplo, a gripe suína de 2009, que causou a morte de centenas de milhares de pessoas.

A cropped shot of a young woman washing her hands in her bathroom

Como podemos prevenir a transmissão desse vírus?

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, e ter como um
    forte aliado o álcool gel
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas
  • Evitar contato próximo com pessoas contaminadas
  • Ficar em casa, isolado, quando estiver doente
  • Cobrir boca e nariz ao tossir e espirrar com um lenço de papel e
    jogar no lixo
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência

Quando procurar o médico?

Apresentando os principais sintomas da covid-19 você deve procurar ajuda médica para verificar seu quadro clínico. Os casos graves devem ser encaminhados para um Hospital de Referência Estadual, para isolamento e tratamento.
Os suspeitos leves podem não necessitar de hospitalização, e são acompanhados pela Atenção Primária e instituídas medidas de precaução domiciliar. Consulte a lista dos hospitais que prestam atendimento. Consulte a lista de Unidade Básica de Saúde que prestam atendimento em seu município.

Impacto mundial!

Ninguém esperava por uma pandemia global em menos de quatro meses. Porém, é este cenário em março de 2020, e o mundo todo está lutando contra. Infelizmente, ainda não há uma cura definitiva e alguns dos mecanismos desse novo vírus estão sendo descobertos. A crise está afetando, mundialmente, a saúde pública e privada, além da economia.
Segundo representantes de alguns países, o mundo irá entrar em recessão na economia, pela paralisação frente à pandemia. Nos próximos meses irá ocorrer um declínio econômico. Em alguns países, estados ou cidades, já foi orientado que as pessoas fiquem em casa, em uma tentativa de conter a transmissão da covid-19.

Close up of hands typing on laptop. Night work concept.

Qual a importância dos meios de comunicação neste cenário?

Nestes dias que enfrentamos a pandemia, os meios de comunicação são essenciais. Através deles são divulgados dados do mundo inteiro sobre o avanço ou contenção do novo coronavírus, todos os sistemas de saúde conseguem ter um acesso mais rápido à população para promover toda forma de ajuda para prevenção da transmissão do vírus, além informar o que ocorre globalmente.

Controle

Por determinação da Organização Mundial da Saúde, os países devem enviar informações padronizadas de casos suspeitos que ocorram no seu território. Considerando a inexistência de sistema de informação que contemple essas informações, o Ministério da Saúde recomenda que todos os casos notificados aos Estados, Distrito Federal e Municípios, sejam transcritos para esse formulário em até 24 horas a partir do conhecimento do caso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *