Suave Comunicação e Marketing
Suave Comunicação e Marketing
Sem categoria

Algoritmos do Google.

A gente utiliza, obtém resultados, é super útil, mas não temos ideia de como funciona as pesquisas nos sites de busca. Bem, pelo menos até agora, porquê aqui, em nosso Blog, a gente tenta simplificar este assunto chamado algoritmos do google Mas afinal, o que são algoritmos? Se pesquisarmos no dicionário, iremos encontrar as seguintes […]

  •  Agência Suave  |  
  •  20 de julho de 2022

A gente utiliza, obtém resultados, é super útil, mas não temos ideia de como funciona as pesquisas nos sites de busca. Bem, pelo menos até agora, porquê aqui, em nosso Blog, a gente tenta simplificar este assunto chamado algoritmos do google

A gente utiliza, obtém resultados, é super útil, mas não temos ideia de como funciona as pesquisas nos sites de busca. Bem, pelo menos até agora, porquê aqui, em nosso Blog, a gente tenta simplificar este assunto chamado algoritmos do google

Mas afinal, o que são algoritmos?

Se pesquisarmos no dicionário, iremos encontrar as seguintes definições.

1. MATEMÁTICA sequência finita de regras, raciocínios ou operações que, aplicada a um número finito de dados, permite solucionar classes semelhantes de problemas.

<!-- wp:heading -->
<h2><strong>Mas afinal, o que são algoritmos?</strong></h2>
<!-- /wp:heading -->

<!-- wp:paragraph -->
<p>Se pesquisarmos no dicionário, iremos encontrar as seguintes definições.<br><br><strong>1. MATEMÁTICA</strong> sequência finita de regras, raciocínios ou operações que, aplicada a um número finito de dados, permite solucionar classes semelhantes de problemas.</p>
<!-- /wp:paragraph -->

2. INFORMÁTICA conjunto das regras e procedimentos lógicos perfeitamente definidos que levam à solução de um problema em um número finito de etapas.

2. INFORMÁTICA conjunto das regras e procedimentos lógicos perfeitamente definidos que levam à solução de um problema em um número finito de etapas.

Assim sendo, todos nós, mesmo sem saber, utilizamos algoritmos em nosso dia a dia. Por exemplo, se seguirmos o algoritmo de uma receita de bolo corretamente, conseguiremos preparar o bolo.

É importante notar que o algoritmo tem um fluxo que pode seguir diferentes caminhos dependendo da situação em que se encontra. Outro aspecto interessante é que o algoritmo é finito, uma hora ele tem que acabar! Vejamos outro exemplo, dessa vez com uma representação visual: Como trocar uma lâmpada?

Assim sendo, todos nós, mesmo sem saber, utilizamos algoritmos em nosso dia a dia. Por exemplo, se seguirmos o algoritmo de uma receita de bolo corretamente, conseguiremos preparar o bolo.

É importante notar que o algoritmo tem um fluxo que pode seguir diferentes caminhos dependendo da situação em que se encontra. Outro aspecto interessante é que o algoritmo é finito, uma hora ele tem que acabar! Vejamos outro exemplo, dessa vez com uma representação visual: Como trocar uma lâmpada?

OS losangos representam as decisões que são tomadas para executar um ou outro passo. Ao final, a lâmpada tem que estar funcionando.
Os losangos representam as decisões que são tomadas para executar um ou outro passo. Ao final, a lâmpada tem que estar funcionando.

Enfim, basicamente é essa regra lógica finita de etapas que é um algoritmo. Porém, em 1998, surgiu uma empresa nos EUA que desde o seu início declarou como missão: “organizar a informação mundial e torná-la universalmente acessível e útil". Estamos falando do Google, é claro, e para tornar essa missão possível, a empresa elevou o complexo de algoritmo a um ponto guardado a 7 chaves, mas que ninguém duvide que tem funcionado muito bem, não é mesmo?

Enfim, basicamente é essa regra lógica finita de etapas que é um algoritmo. Porém, em 1998, surgiu uma empresa nos EUA que desde o seu início declarou como missão: “organizar a informação mundial e torná-la universalmente acessível e útil". Estamos falando do Google, é claro, e para tornar essa missão possível, a empresa elevou o complexo de algoritmo a um ponto guardado a 7 chaves, mas que ninguém duvide que tem funcionado muito bem, não é mesmo?

O Vice-Presidente de Engenharia do Google, Ben Gomes, disse: “nosso objetivo é entregar a resposta exata para o que você perguntou, o mais rápido.”
O que são os Algoritmos do Google?
Os algoritmos do Google são os conjuntos de regras que o Google usa para classificar sites nos resultados de pesquisa. O complexo sistema do Google recupera dados das páginas e busca entender o que os pesquisadores estão procurando e classifica as páginas de acordo com relevância e qualidade.
Seguem a mesma definição básica e regra de um algoritmo que descrevemos acima. Pense na última vez que você pesquisou algo no Google. Certamente o mecanismo de pesquisa retornou milhões de resultados para você escolher com base em algoritmo.
Porém, o Google tem um algoritmo muito complexo para servir resultados de pesquisa e muda com relativa frequência.
Foram lançadas dezenas de atualizações de algoritmo do Google, entre elas podemos citar o Panda, Penguin, Hummingbird e Pigeon. Entre essas grandes atualizações, os engenheiros também fizeram alguns ajustes no algoritmo do Google que não foram muito divulgados, mas que ainda pode ter tido um impacto na classificação do seu site nos resultados de busca.

O Vice-Presidente de Engenharia do Google, Ben Gomes, disse: “nosso objetivo é entregar a resposta exata para o que você perguntou, o mais rápido.”
O que são os Algoritmos do Google?
Os algoritmos do Google são os conjuntos de regras que o Google usa para classificar sites nos resultados de pesquisa. O complexo sistema do Google recupera dados das páginas e busca entender o que os pesquisadores estão procurando e classifica as páginas de acordo com relevância e qualidade.
Seguem a mesma definição básica e regra de um algoritmo que descrevemos acima. Pense na última vez que você pesquisou algo no Google. Certamente o mecanismo de pesquisa retornou milhões de resultados para você escolher com base em algoritmo.
Porém, o Google tem um algoritmo muito complexo para servir resultados de pesquisa e muda com relativa frequência.
Foram lançadas dezenas de atualizações de algoritmo do Google, entre elas podemos citar o Panda, Penguin, Hummingbird e Pigeon. Entre essas grandes atualizações, os engenheiros também fizeram alguns ajustes no algoritmo do Google que não foram muito divulgados, mas que ainda pode ter tido um impacto na classificação do seu site nos resultados de busca.

Isso é fato: mudanças no algoritmo podem ser grandes ou pequenas – em sua maioria menores. Em 2014, o Google fez aproximadamente 500 mudanças no seu algoritmo. Após cada uma dessas mudanças, uma grande quantidade de sites perdeu seus rankings.

Embora a empresa não torne público o algoritmo exato, nosso detetive digital desvendou alguns elementos que de fato afetam a capacidade de uma página aparecer nos resultados para determinadas palavras-chave:

- A aparência da palavra-chave no título da página, tags de cabeçalho e meta descrição

- A quantidade de links orgânicos naturais para a página

- A forma como o site funciona em dispositivos móveis, como smartphones e tablets

<!-- wp:paragraph -->
<p>Embora a empresa não torne público o algoritmo exato, nosso detetive digital desvendou alguns elementos que de fato afetam a capacidade de uma página aparecer nos resultados para determinadas palavras-chave

<p>- A aparência da palavra-chave no título da página, tags de cabeçalho e meta descrição</p>
<!-- /wp:paragraph -->

<!-- wp:paragraph -->
<p>- A quantidade de links orgânicos naturais para a página

A forma como o site funciona em dispositivos móveis, como smartphones e tablets

Claro, essas são apenas algumas das características que o algoritmo do Google explora ao determinar como entregar e classificar as páginas. Há provavelmente dezenas, se não centenas, de outros.

Como o Google determina quais elementos são mais importantes?

À medida que o algoritmo do Google “lê” uma página da web, ele prescreve um valor numérico pré-ordenado para cada característica que está procurando na página. Esse valor numérico é então adicionado ao resultado final. Assim, a página da web que tiver as características mais desejáveis ​​subirá ao topo do ranking da página porque o algoritmo atribui mais importância.

Esses cálculos pela plataforma do Google são realizados de forma incrivelmente rápida, e as classificações podem flutuar à medida que os desenvolvedores da Web manipulam os atributos que contribuem para as classificações das páginas em um site ou em uma única página.

Portanto, as classificações atribuídas pelos algoritmos do Google são fluidas. Uma página que ocupa o terceiro lugar para uma palavra-chave pode subir para a primeira ou cair para a décima à medida que o conteúdo dela e das outras páginas nos resultados muda. Normalmente, os primeiros lugares são ocupados por empresas que fazem otimização de mecanismos de pesquisa, ou SEO, em seus sites.

O que são os algoritmos do Google para pesquisa?

O algoritmo básico do Google é usado para cada pesquisa
realizada no site, mas é personalizado pelo pesquisador.
Por exemplo, um indivíduo que digita “comprar tênis de
corrida” deseja resultados muito diferentes de alguém
que digita “vídeos de gatos”.
O algoritmo é ajustado para cada pesquisa e pode ser
alterado até mesmo pelas menores alterações na
ortografia e na ordem das palavras. Os resultados são
então entregues ao usuário, que pode decidir qual site
visitar.
Novamente, isso acontece rapidamente. Além disso,
mostra que o algoritmo do Google foi projetado para
oferecer uma ampla gama de personalização. Nos últimos
anos, a pesquisa do Google tornou-se responsiva o
suficiente para oferecer sugestões quando um termo é
digitado pelo usuário. Isso é uma indicação de que um
tipo diferente de algoritmo está sendo usado para criar
um menu suspenso individualizado de sugestões de
pesquisa com base no histórico do navegador, bem como
em outros fatores.

O que são os algoritmos do Google para SEO?

Como mencionado anteriormente, o algoritmo do Google usa parcialmente palavras-chave para determinar as classificações das páginas. A melhor maneira de classificar palavras-chave específicas é fazendo SEO. O SEO essencialmente é uma maneira de dizer ao Google que um site ou página da web é sobre um tópico específico.

Anos atrás, era comum que muitos sites “colocassem palavras-chave” em seu conteúdo. Em essência, eles assumiram que o algoritmo do Google pensaria que quanto mais palavras-chave fossem escritas, mais importante a página deveria ser.

Uma vez que o Google percebeu isso, eles alteraram seu algoritmo para penalizar sites que enchem suas páginas com palavras-chave, assim como muitas outras práticas de SEO “black hat”. Por causa disso, você deve evitar qualquer tática que seja feita com o objetivo de ser mais esperto que os mecanismos de busca. Embora eles não percebam imediatamente, o Google acabará percebendo o que você está tentando fazer e seus rankings sofrerão.

O que o futuro reserva para o algoritmo do Google?

O Google raramente dá qualquer indicação das mudanças em seus algoritmos, a menos que sejam grandes. Mudanças menores são feitas internamente e geralmente não são sentidas, exceto como ondulações menores. É vital ficar a par dos anúncios de algoritmos do Google, mas é igualmente importante não pensar demais nos algoritmos ou tentar “jogá-los”.

Em vez disso, é imperativo simplesmente reconhecer o poder que o algoritmo do Google tem e tentar produzir o melhor site possível. Consequentemente, os visitantes ficarão satisfeitos com o que veem, o que é sempre um sinal de classificação positivo.

Fonte: neilpatel.com / webfx.com / dicasdeprogramacao.com.br / pipehline.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.